Na terça-feira (14/12), o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve a condenação de dois réus a 35 anos de reclusão por tentativa de homicídio em Jaraguá do Sul. Cleyton Luiz dos Santos e Douglas da Costa Valle Cavalheiro tentaram matar um casal a facadas, sendo que a mulher estava grávida, após arrombarem a residência e os atacarem enquanto dormiam.

Os jurados seguiram a tese defendida pela 4ª Promotoria de Jaraguá do Sul de que o crime foi motivado em razão do sentimento de posse que um dos réus tinha em relação a sua ex-companheira. No julgamento, o Promotor de Justiça Marcio Cota sustentou que o plano criminoso só não se efetivou porque o atual companheiro da vítima conseguiu apanhar uma cadeira e se defender.

No julgamento, ficou evidente para os jurados que o crime, que ocorreu no dia 7 de dezembro de 2020, por volta das 5 horas da manhã, foi hediondo, cujas circunstâncias foram especialmente graves ao ser praticado contra vítima grávida e na presença da filha de apenas 3 anos do antigo relacionamento. As penas, aplicadas pelo Juízo do Tribunal do Júri, são de 21 anos e 6 meses de reclusão para Cleyton e de 14 anos para Douglas, em regime inicial fechado.

A sentença é passível de recurso, mas os réus, presos preventivamente, não terão o direito de recorrer em liberdade.

(Ação Penal n. 5017157-46.2020.8.24.0036)






Redes Sociais

MPs Estaduais

MPAM

  • 02/12/2021
  • 02/12/2021