Imprimir

Mais uma etapa do projeto de construção da nova sede do MP-AM está em fase de conclusão. Em breve, a LAGHI Engenharia, empresa responsável pela elaboração do Projeto Executivo da obra, apresentará ao Ministério Público do Amazonas todas as licenças necessárias e que possibilitam a continuidade do processo.  Dessa forma, o projeto será encaminhado à Comissão Permanente de Licitação do MP-AM que publicará edital para a escolha da construtora que erguerá o prédio.  "Trata-se de um projeto moderno e desafiador. A sociedade Amazonense merece um Ministério Público forte, atuante e comprometido com a cidadania", disse o PGJ, comemorando a conclusão de mais uma fase.

O Projeto

Em dezembro de 2013, o PGJ apresentou a maquete do prédio, que está exposta no hall de entrada da sede atual do MP-AM, na Ponta Negra, e reafirmou o compromisso com membros e servidores no sentido de realizar a obra no prazo determinado, que é de 5 anos.  O prédio será construído em um terreno de 10 mil metros quadrados, adquirido com recursos próprios e acomodará todos os órgãos de execução e da administração do parquet amazonense. Será dotado de garagem, hall de serviços para a comunidade, agência bancária, central de inquéritos, coordenadorias, central de transportes, restaurante, memorial, auditório, biblioteca, centro de convivência e toda a infraestrutura necessária para o bom funcionamento do MP-AM.  Acomodando assim, num só espaço, as áreas administrativas e a sede das Promotorias e Procuradorias de Justiça.

Desde a concepção do projeto até a fase atual, o Procurador Geral de Justiça, Francisco Cruz, acompanha de perto o andamento de todas as fases do processo. Ele acredita que ainda em 2014 as obras poderão começar. "Saneamos os passivos existentes e chegou a hora de investir pra valer. Readquirimos a capacidade de crescimento e não podemos perder tempo".