Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

Conselho Nacional de Procuradores-Gerais - CNPG

Menu
<
O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Sedu), realizou na quarta-feira (23/11) a apresentação dos trabalhos do “I Concurso Cultural e Literário do MPES/Sedu”, no ginásio do Clube Álvares Cabral. O concurso faz parte da segunda fase do projeto “O Que Você tem a ver com a Corrupção? Faça a coisa Certa!”. No total, dez grupos de alunos apresentaram seus trabalhos, que serão avaliados e selecionados pelo corpo de jurados.
 
Durante a cerimônia de abertura, a promotora de Justiça e coordenadora estadual da campanha, Izabel Cristina Salvador Salomão, que parabenizou as escolas participantes, falou sobre a importância de se trabalhar o tema corrupção nas escolas. “O primeiro local para trabalhar este tema é na escola. A corrupção afeta a todos nós. É muito bom ver que várias escolas se movimentaram para falar de um tema tão importante. Este é o resultado de um trabalho de vários meses. O nosso objetivo foi alcançado, que era que os alunos trabalhassem questão sobre a corrupção e alcançassem uma nova postura diante da corrupção”, disso.
 
O subprocurador-geral de Justiça Administrativo, José Marçal de Ataíde Assi, afirmou que o MPES está horando com o evento que busca uma sociedade melhor. “O MPES é importante na vida da sociedade na luta pelos seus direitos. Precisamos acabar aos poucos com os vícios da corrupção para assim mudar as mentalidades e aprender a viver com ética e bom comportamento.”, ressaltou.
 
O secretário de Estado de Educação, Klinger Marcos Barbosa Alves, também falou sobre a importância do projeto e agradeceu ao MPES pela parceria. “É uma honra participar de um projeto de relevância como este e nós queremos continuar a trabalhar com este tema.\"  Segundo Klinger, todos devem falar sobre a importância de se combater a corrupção.
 
As escolas que se apresentaram foram: Escola Belmiro Teixeira Pimenta; Escola Professor Augusto Luciano; Escola Rosa Maria Reis; Escola Zaíra Manhães de Andrade; Escola Arlindo Ferreira Lopes; Escola Professor José Leão Nunes; Escola Francisco Nascimento; Escola Dom João batista da Motta e Albuquerque; Escola Maria de Lourdes Poyares Labuto; e a Escola Maria Olinda de Oliveira Menezes.
 
A gerente do programa Leia ES, Sandra Fernandes Bonatto, que participou do júri, elogiou as apresentações. “De um modo geral todas estavam muito boas. É maravilhoso ver que as escolas abordaram o tema e os alunos se envolveram e refletiram sobre a corrupção”, ressaltou. Segundo Sandra, não importa se o ato cometido é pequeno ou grande, toda corrupção deve ser combatida.
 
O concurso foi realizado nas modalidades de gênero textual - poema, artigo de opinião ou crônica -  dança, teatro e música. As atividades foram desenvolvidas pelos alunos, sob a orientação dos professores, a partir do tema “O Que Você tem a ver com a Corrupção?”.  A premiação dos vencedores será no dia 9 de dezembro – Dia Internacional Contra a Corrupção.
 
O projeto “O Que Você tem a ver com a Corrupção? Faça a coisa Certa!” tem como objetivo levar a campanha às escolas da rede pública, séries finais do ensino fundamental, localizadas em regiões de intervenção estratégica, jurisdicionadas às Superintendências Regionais de Educação (SREs) de Cariacica e Carapina.
 

 

.: voltar :.