Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

Conselho Nacional de Procuradores-Gerais - CNPG

Menu
<

Foi encerrado nesta quarta-feira (8/5) o Curso para Formação e Capacitação dos 21 membros ingressantes do 56º Concurso na carreira do Ministério Público do Estado de Goiás. 

Desde o último dia 8 de abril, mais de 80 membros do Ministério Público e integrantes das equipes técnicas e representantes de diversas superintendências da instituição expuseram conteúdos importantes para a atuação funcional dos novos promotores, bem como os diversos serviços colocados à sua disposição para o exercício de suas atribuições, num total de 360 horas/aula. Mais de 15 palestrantes de fora do Estado também contribuíram para essa formação, a exemplo do professor da Universidade Federal da Paraíba, Marconi Pequeno.

O curso, que incluiu atividades teóricas e práticas, internas e externas, encerra o ciclo de preparação para a carreira, sendo aberta, a partir de agora, a fase de vitaliciamento, com duração prevista de 17 meses. Durante esse período, eles poderão ser convocados para outras aulas presenciais e a distância, seminários e oficinas.

O encerramento
O curso foi encerrado oficialmente pelo procurador-geral de Justiça, Lauro Machado Nogueira; o subprocurador-geral para Assuntos Jurídicos, Spiridon Anyfantis; o corregedor-geral do MP, Aylton Flávio Vechi, além da diretora em auxílio da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), Ana Paula Antunes Vieira Nery. 

“A partir de amanhã, vocês são o MP. Espero que estejam confiantes e prontos para construir a própria história dentro da instituição”. Com essas palavras, o procurador-geral de Justiça reafirmou a responsabilidade que cada um dos novos integrantes assume a partir de agora, concluindo: “O MP confia em vocês e a sociedade espera muito de vocês”.

Na sequência, a diretora da ESMP falou também sobre a importância da motivação para o exercício do cargo, principalmente aqueles em início de carreira. “Vocês não irão se desapontar, a função nos mostra muitas dores, mas também nos dá muitas alegrias”, afirmou Ana Paula, ao lembrar dos seus 8 anos de atuação no interior.

O corregedor-geral do MP, Aylton Flávio Vechi, adiantou que o órgão fará convocações, logo depois que eles tiverem os seus primeiros contatos com a comunidade. Ele observou que a corregedoria tem desenvolvido um papel preventivo, procurando abrir espaço para as orientações e consultas ao promotor para que as dificuldades encontradas sejam trabalhadas. Ele reforçou uma das recomendações feitas inicialmente por Lauro Nogueira: “quando vocês colocarem a caneta no papel estarão falando em nome do MP, o que é uma responsabilidade muito grande”.

Vechi observou que os promotores, quando estão na capital, por serem muitos e em razão do número de habitantes, às vezes são “desconhecidos” mas, no interior, ele é visto e ouvido o tempo todo, o que traz prestígio, aliado a uma grande responsabilidade.

Por fim, o subprocurador-geral para Assuntos Jurídicos, Spiridon Anyfantis, descreveu um pouco a formatação do curso, feita por ele e sua equipe, quando à frente da ESMP, com o objetivo de que o tempo fosse útil aos novos promotores, mas também agradável. “As pessoas passam, o MP do futuro são vocês. Dignifiquem a profissão”, aconselhou.

Lotação e apresentação
A lotação dos novos promotores já está sendo oficializada em ato próprio, a ser publicado no Diário Oficial do Ministério Público. Numa iniciativa da ESMP, será inserido na intranet e na página daquele órgão uma publicação sobre o Curso para Formação e Capacitação dos membros ingressantes na carreira do Ministério Público do Estado de Goiás do 56º Concurso. O material traz a resolução do curso, o perfil de cada promotor recém-ingresso na instituição, mensagem do procurador-geral, entre outros tópicos. (Cristiani Honório - Fotos: João Sérgio – Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

.: voltar :.