Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

Conselho Nacional de Procuradores-Gerais - CNPG

Menu
<

WebmailFaceBook do CNPGTwitter do CNPGRSS

<<  <  Dezembro 2018  >  >>
 Seg  Ter  Qua  Qui  Sex  Sáb  Dom 
       1  2
  3  4  5  6  7  8  9
10111213141516
171920212223
24252627282930
31      

Solenidade teve presença dos familiares do homenageado

Ato foi assinado no gabinete do PGJO Prêmio Servidor Destaque do Ministério Público do Estado do Maranhão passará a ser denominado André Arouche Fontoura, em homenagem ao analista ministerial lotado nas Promotorias de Justiça da Capital, vítima de latrocínio no último dia 29 de dezembro.

O Ato nº 01/2018, que instituiu a premiação, foi assinado nesta quarta-feira, 10, pelo procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, em solenidade que contou com as presenças de membros integrantes da administração superior, servidores do Ministério Público do Maranhão e familiares do homenageado.

Conforme o artigo 1º do ato, o Prêmio Servidor Destaque "André Arouche Fontoura" objetiva "reconhecer e premiar o servidor lotado no MPMA, estimulando-o e valorizando-o quanto ao desenvolvimento humano e profissional, despertando-o para a eficiência, responsabilidade, proatividade e autonomia na execução de suas atribuições".

Na assinatura do ato, o procurador-geral lembrou que o analista ministerial André Arouche exerceu por 11 anos suas funções, sempre com responsabilidade, ética e profissionalismo. "Apesar de ser um prêmio que jamais pensei em conferir, ele se reveste de um caráter bastante simbólico e pelo qual nosso querido André ficará eternizado em nossas lembranças", destacou.

A subprocuradora-geral para Assuntos Administrativos, procuradora de justiça Mariléa Campos dos Santos Costa, enfatizou a justeza da homenagem e relembrou que, recentemente, André Arouche, devido à sua competência e dedicação ao trabalho, havia sido nomeado para integrar o Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD), inaugurado pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) em 12 de dezembro passado.

O promotor de justiça Emmanuel Soares, diretor-geral da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ), que teve também um irmão assassinado há três anos – o médico Luiz Alfredo Netto Guterres –, ao se solidarizar com a família do servidor ministerial, falou das relações entre os dois casos. "O que nos conforta e serve de alento é que, enquanto estiveram entre nós, ambos exerceram bem as suas missões. Todos iremos lembrar deles como pessoas dignas e merecedoras de todas as homenagens".

Falando em nome dos servidores que trabalharam com André Arouche, o coordenador da Assessoria Técnica da PGJ, Walter Braga, recordou que foi ele quem recepcionou o analista no ingresso à instituição, então com 25 anos. "Ele sempre foi muito querido por todos e dedicado ao trabalho. Por isso, essa homenagem é mais do que justa". Walter Braga também se solidarizou com cada um dos familiares presentes.

Pai de André Arouche agradeceu homenagemBastante emocionado, o pai de André, Antônio José de Jesus Fontoura, em nome de toda a família, agradeceu a homenagem e as demonstrações de solidariedade. "Esse carinho e as manifestações de acolhimento e solidariedade é o que tem nos confortado", afirmou. Estavam ainda presentes a mãe de André, Maria da Conceição Campos Arouche, a esposa, Milena Gracy de Oliveira Fontoura (servidora do MPMA lotada no gabinete do procurador de justiça Eduardo Daniel), e a irmã, Nandra Rafísia Arouche Fontoura.

Antônio Fontoura fez questão, ainda, de solicitar que o Ministério Público do Maranhão cobre das autoridades de segurança pública do estado agilidade na solução do caso, com a prisão de todos os envolvidos. Em resposta, o procurador-geral informou que, desde o primeiro momento, tem requerido pessoalmente urgência de todas as instituições no processo de investigação. Ele, ainda, citou a publicação pela imprensa de São Luís da prisão, na data de ontem, de um envolvido e da apreensão de um menor, restando foragido apenas um deles.

Pela Administração Superior do MPMA também participaram da assinatura do ato os promotores de justiça Justino da Silva Guimarães (chefe da Assessoria Especial da PGJ) e Marco Antônio Santos Amorim (diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais da PGJ).

As entidades dos servidores da instituição estiveram representadas pelos presidentes da Associação (Asfupema), José Edimar Macedo, e do Sindicato (Sindsemp), Vânia Leal.

Redação e fotos: José Luís Diniz (CCOM-MPMA)

.: voltar :.