O procurador-geral do Ministério Público Militar (MPM), Antônio Pereira Duarte, representando a presidente do Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG), Ivana Lúcia Franco Cei, participou da solenidade de entrega do Prêmio Respeito e Diversidade do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A premiação aconteceu na sede do Conselho, nesta terça-feira (21), e foi transmitida, em tempo real, pelo canal da Instituição no Youtube.

“O Ministério Público brasileiro é uma instituição indutora da cidadania, incumbindo-lhe a busca por uma sociedade mais justa, livre e solidária para todas as pessoas. Apenas em uma sociedade plural e inclusiva é que se garante o respeito às liberdades civis, aos direitos humanos e às garantias fundamentais”. Com essas palavras, o procurador-geral da República e presidente do CNMP, Augusto Aras, deu o tom da solenidade de premiação.

O presidente Aras também afirmou que o Prêmio Respeito e Diversidade cumpriu seu intuito ao “valorizar e dar visibilidade a projetos tão relevantes” e lembrou ainda que a data também remete ao Dia Internacional da Paz. Nas palavras de Aras: “para a promoção da paz, são necessários espaços de diálogo entre as posições contrapostas, objetivando a melhor solução, em verdadeira articulação das diferenças”.

O Prêmio

O projeto Respeito e Diversidade foi pensado para estabelecer o desenvolvimento de um conjunto de ações interinstitucionais contributivas à construção de uma sociedade livre e democrática, firme no cumprimento do destacado papel do Ministério Público como instituição indutora e promotora da defesa da garantia dos direitos humanos e da concretização da cidadania para todos e voltado à disseminação de uma cultura social inclusiva, pautada no pluralismo e na compreensão das diferenças como expressão da singularidade do ser e da multiplicidade que marca o Brasil.

A premiação é uma das atividades do Projeto Respeito e Diversidade, fruto da cooperação entre o CNMP, o Ministério Público Federal (MPF), por intermédio da Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU).

Compuseram a mesa de abertura do evento, além do representante do CNPG, o diretor-geral da ESMPU, Manoel Jorge e Silva Neto; o subprocurador-geral da República e presidente da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, Carlos Alberto Vilhena; a promotora de Justiça do Ministério Público de Goiás (MP/GO) e membro da comissão julgadora do Prêmio, Tamara Andréia Botovchenco; e o jornalista e membro da comissão julgadora do Prêmio, Heraldo Pereira.

Os vencedores foram anunciados no último dia 3 de setembro. Confira os nomes dos premiados no Portal do CNMP (https://www.cnmp.mp.br/portal/todas-as-noticias/14714-promove-se-assim-a-tolerancia-em-uma-cultura-de-paz-enfatiza-augusto-aras-sobre-o-premio-respeito-e-diversidade-durante-solenidade).


Com informações e fotos Comunicação / CNMP






Redes Sociais

MPs Estaduais

MPAM

  • 15/10/2021
  • 15/10/2021