Seu navegador nao suporta javascript, mas isso nao afetara sua navegacao nesta pagina

Conselho Nacional de Procuradores-Gerais - CNPG

Menu
<

WebmailFaceBook do CNPGTwitter do CNPGRSS

<<  <  Dezembro 2018  >  >>
 Seg  Ter  Qua  Qui  Sex  Sáb  Dom 
       1  2
  3  4  5  6  7  8  9
10111213141516
171920212223
24252627282930
31      

Na operação contra facção criminosa que age no Estado, foram cumpridos todos os 52 mandados de prisão preventiva e 52 mandados de busca e apreensão em solo catarinense. Dos 130 mandados expedidos, estão pendentes cinco mandados de prisão em outros estados.

Na manhã desta quarta-feira (25/04), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Polícias Militar, Civil, Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda, com o apoio da Polícia Militar e Departamento de Administração Prisional, realizou a Operação Encarcerados visando o cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão em diversas cidades do Estado de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

O foco principal da operação foi o combate à facção criminosa paulista, e tem como objetivo a identificação e prisão de lideranças e expoentes da organização criminosa no território catarinense. Na avaliação do Promotor de Justiça Alessandro Rodrigo Argenta, coordenador do GAECO de Chapecó, a operação teve seu objetivo foi plenamente cumprido.

"Foram apreendidas centenas de manuscritos que comprovam os vínculos da facção criminosa e, dentro das unidades prisionais, 10 telefones celulares que agora serão periciados. Também obtivemos a transferência de duas lideranças identificadas do Presídio de Foz do Iguaçu para penitenciária de segurança máxima", informa o Promotor de Justiça.

As equipes cumpriram mandados em vários domicílios e unidades prisionais de Santa Catarina e outros Estados. A investigação da Promotoria de Justiça Regional de Segurança Pública do Oeste do Estado durou cerca de quatro meses, identificando dezenas de faccionados que atuam no Estado de Santa Catarina.

A investigação também focou na organização, integração das lideranças, gestão de recursos (dinheiro, drogas e armas) e expansão da Facção Paulista em nosso Estado. Durante o acompanhamento, além da identificação das lideranças, foram obtidas informações acerca de diversos crimes praticados pelo grupo criminoso, incluindo identificação de um homicídio no interior do sistema prisional de Joinville e tortura praticada contra uma mulher na cidade de Florianópolis.

Foram expedidos pelo Poder Judiciário 66 mandados de prisão preventiva e 64 de busca e apreensão, sendo para cumprimento em Santa catarina respectivamente 52 de cada tipo de mandados. Destes, não foi possível o cumprimento de cinco mandados de prisão, um no Rio Grande do Sul, um no Paraná, um em Alagoas e dois no Mato Grosso do Sul.

A Operação foi nominada de Encarcerados em razão de que parcela significativa dos investigados se encontram reclusos no sistema prisional. No cenário nacional dez Grupos do GAECO também deflagraram operações similares de enfrentamento às facções criminosas, com diligências em quinze unidades da Federação.

VÍDEOS

O objetivo da Operação "Encarcerados" 

O foco principal da operação se volta ao combate a facção criminosa paulista, e tem como objetivo a identificação e prisão de lideranças e expoentes da organização criminosa no território catarinense.

Entenda o nome da Operação "Encarcerados"

A Operação foi nominada de Encarcerados em razão de que parcela significativa dos investigados se encontram reclusos no sistema prisional.

MPSC integra ação nacional contra as facções criminosas

No cenário nacional dez Grupos do GAECO também deflagraram operações similares de enfrentamento às facções criminosas.

MUNICÍPIOS ONDE SÃO CUMPRIDOS OS MANDADOS EXPEDIDOS PELA JUSTIÇA CATARINENSE

Santa Catarina

  • Chapecó
  • Capinzal
  • Joinville
  • Florianópolis
  • São Pedro De Alcântara
  • Itajaí
  • Campo Erê
  • São Cristóvão o Sul

Outros estados

  • Foz do Iguaçú/PR
  • Junqueirópolis/SP
  • Dourados/MS
  • Aparecida Do Taboado/MS
  • Maceió/AL
  • Umuarama/PR
  • Passo Fundo/RS




Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

.: voltar :.